Com o tempo começando a ficar mais quente, é normal que os cães comecem a perder mais líquidos. E, com isso, podem ficar desidratados se não tiverem uma reposição de água constante, ainda mais depois dos passeios diários!

Alguns donos acabam esquecendo de verificar se o potinho de água está sempre cheio. Isso pode acabar comprometendo muito a saúde do seu peludo. É importante prestar atenção!

Os sintomas de desidratação aparecem quando o volume de sangue cai e o corpo do cão começa a extrair a água das células, resultando em perda de eletrólitos. Esses sintomas podem começar com respiração leve e nariz ou boca seca e seguir para vômitos, doenças e até a morte se não forem tratados.

No entanto, existem outras causas que podem levar o seu pet a ficar desidratado, como depois de vomitar ou sofrer uma diarréia. Isso resulta em uma rápida perda de fluidos no corpo, o que pode se tornar perigoso. Certas condições, como doenças renais, diabetes e alguns tipos de câncer, também são conhecidas por causar desidratação.

Se você ver os sinais de desidratação severa em seu cão ou se a capacidade do seu cão de tomar água tiver sido comprometida, procure um veterinário de emergência imediatamente para que eles possam formar um plano de tratamento para restaurar água e eletrólitos no corpo do seu cão.

 

Baixe o App da Cão Ativo Club e fique por dentro das melhores dicas do mundo canino! Disponível na App Store e Google Play.

Se você tem algum tipo de problema específico que gostaria de tirar dúvida com a gente, mande um e-mail para contato@caoativoclub.com.br que o Fernando te responde!

 

Compartilhe!