Geralmente quando cachorro ainda é novo, é comum que os tutores ou membros da família gostem de estimular o peludo a brincar. No entanto, algumas pessoas costumam fazer isso de forma com que o cão fique “brigando” com a pessoa.

O problema é que essas lutinhas de brincadeira podem aumentar ou tornarem-se espontâneas depois. Esse é um problema porque os dentes dos cachorros ainda estão afiados e nascendo podendo causar lesões se morderem as mãos, as pernas e / ou a roupa dos membros da família. Rosnar e latir podem também se desenvolver, deixando o peludo mais agressivo ao decorrer do tempo.

Esse comportamento pode ser facilmente evitado se desde pequeno o filhote não passar por situações em que a família o provoque e estimule a morder e “lutar”. Além disso, outras causas podem ser o confinamento por um período longo e deixar o peludo sobrecarregado, como ter muitas pessoas ao mesmo tempo querendo brincar com ele.

Abaixo estão algumas das soluções que podem ajudar o seu peludo, mesmo que ele não seja mais um filhote, mas apresente algum desses desvios de comportamento.

  • Fornecer muito exercício e atividade
  • Use brinquedos para distrair o animal de estimação durante o ato de brincar
  • Evite incentivar o comportamento de morder
  • Assuma o controle dos recursos e treine seu filhote para se sentar antes de receber brinquedos, comida, atenção e comida
  • Ignore qualquer comportamento social agressivo, como latir, lamentar ou patear por atenção

 

Baixe o App da Cão Ativo Club e fique por dentro das melhores dicas do mundo canino! Disponível na App Store e Google Play.

Se você tem algum tipo de problema específico que gostaria de tirar dúvida com a gente, mande um e-mail para contato@caoativoclub.com.br que o Fernando te responde!

Compartilhe!