Que a “zica” fique limitada só ao texto

 

Apesar de ser conhecida dos veterinários, a Cinomose não tem um tratamento específico para combatê-la. Os profissionais de medicina veterinária se limitam a controlar os sintomas a espera do ciclo do vírus ser completado e da reação do animal.

Usualmente, os animais atingidos são internados e isolados para não espalhar o vírus e são tratados com soro e antibióticos aplicados na veia. O objetivo aqui é prevenir sequelas neurológicas.

No entanto, o dog que enfrenta essa barra pesada dificilmente sai ileso da experiência. Quanto mais velhos, mais frequentes os casos de dificuldades motoras, tremores e crises convulsivas.

Daí reforçamos para você ficar atento ao calendário de vacinas do seu amigão de quatro patas. Os filhotes, por exemplo, devem receber três doses, que devem ser reforçadas anualmente. Já cães adultos devem ser imunizados uma vez ao ano.

E, claro: se você perceber os sintomas, quanto mais cedo você procurar o veterinário, maiores as chances de salvar o seu cãozinho.

Curta, comente e compartilhe nossos conteúdos.

Compartilhe!