A paralisia nos cães é algo muito triste e que ocorre quando a capacidade do sistema nervoso central de coordenar os movimentos do corpo é diminuída ou completamente perdida. Isso pode acontecer por algumas causas, então hoje vamos falar um pouco sobre isso.

A área dos corpos de cães mais comumente afetados pela paralisia são as pernas traseiras, embora outras partes do corpo, podem ser afetadas dependendo de quais caminhos nervosos são interrompidos. Normalmente, o cérebro, a coluna vertebral, os nervos e os músculos funcionam juntos, o que permite que os cães se movam como deveriam.

O dano aos nervos que transportam mensagens entre o cérebro e o corpo pode fazer com que os caminhos da comunicação se quebrem, resultando em paralisia. Todos os casos de paralisia em cães, mesmo casos raros de paralisia temporária, são motivo de preocupação e garantem uma visita ao veterinário.

Os sintomas de paralisia em cães podem variar dependendo da causa e quais os caminhos de comunicação do nervo estão danificados. Alguns sintomas são: incapacidade de mover as pernas; arrastando pernas traseiras ao caminhar; sinais de dor no pescoço, coluna ou pernas; incapacidade de controlar a micção ou defecação; prisão de ventre; incapacidade de urinar; incapacidade de piscar; descarga ou irritação dos olhos; pálpebras que caem; derrubar comida da boca; entre outros.

O tratamento para paralisia em cães depende da causa. Alguns casos podem ser resolvidos com cirurgia. Esta pode ser uma opção quando há danos nos nervos ou se os tumores estão presentes, mas isso é determinado caso a caso. Acupuntura, massagens, alongamentos e terapia de calor podem ser prescritos para ajudar a recuperação.

 

Baixe o App da Cão Ativo Club e fique por dentro das melhores dicas do mundo canino! Disponível na App Store e Google Play.

Se você tem algum tipo de problema específico que gostaria de tirar dúvida com a gente, mande um e-mail para contato@caoativoclub.com.br que o Fernando te responde!

Compartilhe!