É normal que alguns tutores tenham receio e medo de passear com o seu cachorro de pequeno porte. A chance de um encontro “perigoso” com um cão maior é um dos principais motivos que os donos têm para justificar a falta de passeios.

Mas, antes de mais nada, é preciso entender o comportamento canino em alguns aspectos. Os cães nasceram para conviver com outros e sabem lidar bem com eles. A presença dos humanos e nossas ações de domesticação é que diminuem esses encontros e instinto.

A primeira dica para transformar os passeios em um momento sem estresse, é perceber e identificar as sinalizações que os cães dão. Abanar o rabo, levantar as orelhas e pelo são alguns desses sinais. Caso  você perceba que os cães estão amistosos e sem atrito, deixe que eles se farejem por um tempo e depois redirecione o seu com tranquilidade para o passeio.

Se acontecer alguma sinalização mais agressiva por parte de um dos cães, posicione a sua coleira de forma que consiga reconduzir o seu peludo para mais próximo da sua perna. Tente ao máximo evitar que eles fiquem se encarando e leve-o para a direção contrária do outro cão!

Não é preciso ter medo de levar os seus peludos para um passeio, eles precisam dessa rotina para que se conectem com o seu instinto animal. Caso você não se sinta confortável com os passeios, contrate um profissional. Os dogwalkers são treinados para lidar com qualquer situação!

 

Baixe o App da Cão Ativo Club e fique por dentro das melhores dicas do mundo canino! Disponível na App Store e Google Play.

Se você tem algum tipo de problema específico que gostaria de tirar dúvida com a gente, mande um e-mail para contato@caoativoclub.com.br que o Fernando te responde!

Compartilhe!