Nossos cães são animais muito inteligentes e intuitivos, no entanto, pedaços de brinquedos, ossos e a ração podem ser algumas das coisas que levam ao engasgo. A chave para ajudar o seu animal é manter a calma e seguir alguns procedimentos simples caso um veterinário não esteja ao alcance rapidamente.

Primeiramente, identifique o engasgo do seu cão se ele estiver excessivamente agitado e agoniado; com tosse e tentativa de vomitar; pode começar a babar; com dificuldade para respirar; podem levar as patas à boca, como uma tentativa de tirar algo preso; posição reta: cabeça e pescoço abaixados, orelhas baixas; com gengivas azuladas ou esbranquiçadas; e em casos mais graves, desmaio.

O mais comum é que eles estejam com um objeto entalado na garganta, portanto utilize uma pinça ou algo similar com ajuda de outra pessoa para manter o cão imóvel para não machucá-lo. Se o seu cachorro for pequeno, é possível também colocá-lo de cabeça para baixo e “chacoalhar” de uma forma delicada para ver se o objeto é expelido. Já se  for um animal maior, tente colocar as patas traseiras no ar, como se fosse uma “bananeira”.

Caso perceba que nada está resolvendo o problema procure imediatamente o veterinário, evite perder tempo com procedimentos que não é capaz.

 

Baixe o App da Cão Ativo Club e fique por dentro das melhores dicas do mundo canino! Disponível na App Store e Google Play.

Se você tem algum tipo de problema específico que gostaria de tirar dúvida com a gente, mande um e-mail para contato@caoativoclub.com.br que o Fernando te responde!

Compartilhe!