Gepeto adora “perturbar” os vizinhos

 

Hoje em dia os condomínios de apartamentos residenciais são muito mais flexíveis à presença de cachorros. No entanto, quando o assunto é barulho, as opiniões se dividem. De um lado, os donos dos cães chegam a defender que não são seus mascotes que latem e tiram o sossego da vizinhança. De outro, os vizinhos que querem descansar pressionam o síndico a tomar providências, que muitas vezes aparecem sob a porta em forma de multas.

É possível evitar o problema da sinfonia de latidos e uivos de cachorros que ficam sozinhos quase o tempo todo? Temos algumas dicas, claro.

Antes de mais nada provavelmente esse cão agitado não deve estar passeando diariamente em horários fixos. Portanto, ele está sem saber se terá oportunidade de fazer o que mais gosta: gastar energia caminhando atrás do seu líder. Daí que, sem passeios, o cachorro tenta se aliviar gastando a energia dentro de casa mesmo.

Confira uma galeria com os mascotes que já passaram pelo blog do Cão Ativo Club:

 

 

Estando o cão em dia com sua energia, o dono não deve aceitar a chantagem emocional do dog ao sair de casa. Muitas vezes os bichos dão plantão na porta de saída por um bom tempo. Uma boa alternativa é sempre chegar ou sair de casa com sobriedade e tranquilidade, sem espalhafato. Não agrade nem foque no cachorro nessas horas (saídas e chegadas). Faça outra coisa até que seu cachorro se acalme. Broncas? Menos ainda.

Se você ignora os latidos e a bagunça, seu cachorro tende a arrefecer seu comportamento, diminuindo a ansiedade do animal. Lembre-se: tudo o que o bichinho quer é chamar sua atenção. E se você der combustível paparicando, pobre do vizinho de cima e de baixo. E pobre do seu salário que vai ter que valer muito mais para dar conta das multas.

Cão Ativo Club. Todos os dias textos inéditos para fazer bem a você e ao seu pet.

Curta, comente e compartilhe nossos conteúdos.

#caoativoclub #fernandobaiardi

Compartilhe!