Os exercícios para cães promovem o bem-estar físico e mental dos animais. Sendo assim, a rotina acelerada dos donos ou a falta de espaço em casa não podem ser desculpas para deixar de combater o sedentarismo do seu cachorro.

Cães sedentários podem apresentar diversos problemas: doenças cardíacas, obesidade, depressão e problemas nos ossos e nas articulações.

Além disso, sem exercícios e sem uma convivência relativa em grupo, os cachorros desenvolvem muita frustração e ansiedade, precisando encontrar uma válvula de escape para drenar esta energia produzida.

Ficou preocupado com a saúde do seu peludo? Muito bem, esse é o primeiro passo para mudar algumas atitudes na rotina de vocês! Vamos conversar mais sobre isso? Continue a leitura e entenda mais sobre a necessidade de exercícios para cães.

O comportamento canino

Primeira coisa que todos que convivem com cães e querem dar uma qualidade de vida equilibrada devem se perguntar é: qual o estilo natural de vida do animal que conviverá comigo?

Sabemos que por serem animais de hábitos nômades, seu instinto faz com que se desloquem a maior parte do dia atrás de alimentos e novos ambientes. Para que consigam acompanhar seu grupo, produzem energia diariamente.

Os exercícios para cães resolvem sua ansiedade — causado pelo excesso de energia —, como também o fato de criarmos um vínculo hierárquico com eles. Experimente agradar um cão perdido.

Ele irá segui-lo até o fim do mundo! Isso acontece, porque o animalzinho procura identificação em nós, justamente pela postura que exercemos no grupo (mais dominantes e confiáveis que eles).

Os cachorros precisam nos enxergar como membros confiáveis do grupo. Nenhum cão segue quem não lhes passe confiança. Nenhum cão segue membros permissivos demais, inseguros, agitados ou ansiosos. A confiança é a base para a relação de hierarquia buscada pelo instinto canino.

Os benefícios da prática de exercícios para cães

O mundo externo proporciona diversos benefícios aos cães. Cães são vulneráveis sozinhos, justamente por terem em seu DNA uma estrutura hierárquica para que as coisas corram bem — devido ao fato de serem animais de matilha.

Uma coisa é certa: um organismo que não se movimenta tem enorme potencial para desenvolver problemas de saúde.

Nesses casos, os famosos desvios de comportamento surgem de diversas formas: destruir móveis e objetos, latidos em excesso, comportamentos compulsivos e obsessivos, necessidades fora do local adequado, lambedura excessiva, correr atrás do rabo, coceiras e, até mesmo, agressividade. Tudo isso para aguentarem a permanência em um espaço sem estímulos físicos e mentais.

A prática de exercícios físicos faz com que o corpo produza uma série de hormônios (como a ocitocina) e neurotransmissores (como a dopamina, a serotonina e a endorfina), extremamente benéficos para o bem-estar.

Está aí uma verdade para os seres humanos e também para os cães! Essas substâncias são responsáveis por sentimentos de prazer e satisfação, além de promoverem um maior laço afetivo entre os animais e seus donos — a ocitocina, por exemplo, é considerada o “hormônio do amor”.

Ademais, a cascata metabólica causada pelos exercícios combinada a uma alimentação rica em nutrientes de qualidade resulta em mudanças significativas na aparência dos cachorros e faz com que eles fiquem mais vistosos.

É importante ter em mente que, assim como nós, os cães também podem se entediar. A falta de estímulos físicos e mentais faz com que se sintam estressados e depressivos.

Você pode notar sinais de estresse e depressão quando seu parceiro está irritado, impaciente, agressivo, destrutivo, apático, desatento e apresentando comportamentos repetitivos, como latidos e lambidas em excesso.

As atividades físicas previnem, reduzem ou eliminam tais distúrbios comportamentais. Assim, podemos destacar os seguintes benefícios dos exercícios para cães:

  • Combate ao estresse e à depressão: as atividades físicas fazem com que o cão expresse seu comportamento natural e não desenvolva distúrbios comportamentais;
  • Fortalecimento de ossos, articulações e músculos: o corpo em movimento exige que o organismo tenha uma reação para executar a tarefa em andamento;
  • Melhora do condicionamento físico (capacidade cardiorrespiratória): os exercícios promovem a melhora no funcionamento do coração, além de elevarem a capacidade respiratória e de resistência dos animais;
  • Melhora do sistema digestório: com um sistema circulatório em bom funcionamento, o sistema digestório também passa a trabalhar bem melhor. Isso auxilia, consequentemente, no aumento de absorção de nutrientes, por exemplo;
  • Manutenção do peso ideal: a obesidade é uma questão crescente entre os cães e desencadeia inúmeros problemas de saúde. Os exercícios físicos desempenham um papel crucial para a manutenção do peso, a diminuição da gordura visceral e, como consequência, combate a obesidade canina;
  • Prevenção de doenças: um corpo em movimento também promove o fortalecimento do sistema imunológico, evitando doenças ou ajudando na recuperação de tratamentos;
  • Aumento da disposição e da atenção: a atividade física estimula os instintos dos cachorros, tornando-os mais dispostos e atentos ao ambiente e às suas chamadas;
  • Aumento da obediência: um cão que pratica exercícios e se sente feliz também tende a ser mais obediente ao seu tutor;
  • Melhora no humor: toda a rota metabólica gerada pelo exercício físico estimula a produção dos hormônios e neurotransmissores que citamos acima, e eles são essenciais para o bom humor e a satisfação dos peludos.
  • Relacionamento com outros cães: além de tudo que foi citado anteriormente, os exercícios fazem com que os cachorros se relacionem com seus pares de espécie. A socialização se torna o maior dos benefícios, ao passo que traz equilíbrio aos cães.

Dicas de exercícios para praticar com o seu cão

A preguiça não é uma característica comum entre os cães. Você tem achado seu parceiro um tanto apático e indiferente aos chamados? Pois saiba que esse tipo de comportamento, muito provavelmente, é consequência de hábitos criados na rotina dos tutores. Sim, caro leitor, você é o responsável pela falta de ânimo do seu cão. Mas calma, não há motivos para se desesperar…

A boa notícia é que não é difícil mudar esse comportamento. Basta que você tenha um pouco de paciência e perseverança para ver, aos poucos, a mudança ocorrer no cotidiano de vocês. Quer saber de que maneira promover bons exercícios para cães? Se liga nas nossas dicas!

Brinque com bolinha ou graveto

As brincadeiras de atirar bolinha ou graveto, para que o cão corra atrás e retorne a seu tutor, são clássicas e excelentes formas de incentivar o movimento do fiel companheiro, além de estabelecer um bom vínculo hierárquico entre dono e animal.

Perseguir objetos em movimento é um ato instintivo para eles e, ao receberem recompensas por isso — que podem ser petiscos ou um simples afago —, a atividade é ainda mais excitante!

Esconda objetos

Esconder petiscos ou objetos dos quais eles gostem muito é um exercício e tanto para os cães. Isso porque a atividade proporciona estímulos cognitivos: atiça a curiosidade, estimula seu instinto farejador e faz com que eles se movimentem. É um estímulo para a mente e para o físico dos animais — além de ser extremamente divertido para os donos também.

Leve seu cão à natação

A natação é um bom exercício para cães, principalmente para os que estão acima do peso ou para os que sofrem com o calor.

A natação permite um bom condicionamento físico, sem causar efeitos secundários devido aos impactos com o chão. Mas não vá obrigar seu cão a nadar caso ele não seja um amante das águas, ok?

Faça caminhadas diárias

O passeio diário é um dos momentos mais esperados pelo seu cão? Apostamos que sim. Mas qual é a sua rotina? Apenas uma voltinha na quadra para que o seu doguinho faça as necessidades? Talvez isso não seja o suficiente para ele.

Por isso, faça um esforço e percorra distâncias maiores ou caminhe por mais tempo com o seu amigo. Simples caminhadas promovem o bem-estar e a saúde dos cães.

Você não tem tempo para isso ou falta a famosa disposição? Não deixe que sua rotina atribulada prejudique o seu companheiro. Já existem serviços excelentes de dogwalkers (também conhecidos como passeadores de cães) que fazem essa caminhada por você.

Com o app Cão Ativo Club, por exemplo, você encontra uma ótima alternativa para essa dificuldade de acompanhar o seu cachorro nos exercícios diários.

Com profissionais especializados em comportamento canino, o seu amigão melhora a capacidade de socialização e tem a chance de desenvolver seus instintos comportamentais entre uma matilha.

Vale lembrar que é essencial que você respeite os limites do seu parceiro. Então, promova exercícios que estejam de acordo com o seu peso (seja paciente até que ele perca uns quilinhos), a sua idade (não vá exigir demais do seu velhinho) e sua raça (Bulldogs e Pugs, por exemplo, têm menor capacidade respiratória devido ao focinho achatado e podem se cansar mais facilmente).

Agora, você já sabe que não existem mais desculpas para não exercitar seu cão. Opa! Você tem medo de passear com o seu cão? Confira nossas próximas dicas e contorne esse desafio!

Compartilhe!

Um Cão Ativo é um Cão Feliz!

Cães precisam exercitar corpo e mente, assim como nós.
Cães ativos são mais sociáveis, calmos, inteligentes e saudáveis.
Leve seu cãozinho para passear, faz bem para vocês dois =D

Produzido por Doglovers!