Radar sempre ligado em casa

 

Muito provavelmente o primeiro cão com que tive contato em minha vida tenha sido um pequinês, o Bob. Também tínhamos em casa um cão policial chamado Radar. Bob era o cachorro que minha família mantinha dentro de casa enquanto que o Radar vivia no quintal. Criei um vinculo muito grande com este último, talvez porque naquele momento eu já percebesse o quanto era estranho para um cão ter um tratamento diferenciado do resto da matilha.

Lembro-me perfeitamente do cheiro de sua casinha – cheiro de cachorro de quintal mesmo – mas era sempre lá que me refugiava quando estava contrariado ou não querendo me relacionar com “gente”. O Radar me entendia sempre e me acolhia dentro de sua casa. Se para alguns da minha família ele era considerado bravo, comigo ele era o mais gentil dos cães que conheci.

Tive muita sorte em compartilhar esta minha afinidade, que parecia nata, com minha mãe que me acobertava em minhas adoções, muitas vezes problemáticas de cães doentes, velhos ou filhotes.

Confira as figurinhas que já passaram por aqui:

 

Graças a essa ajuda, tive a oportunidade de conviver com cães de diversos comportamentos e históricos. Alguns vinham cheios de manias, medos enquanto outros prontos para um bom convívio.

Observando-os mais atentamente percebi que, na verdade, todos esperavam por regras e limites de alguém que os guiasse, orientasse, enfim os provesse de suas necessidades. Assim, quanto mais me colocava nesta posição, percebia que mais tranquilos e equilibrados se tornavam.

Além disso, minha mãe religiosamente os levava para uma caminhada todos os dias, pois sempre me dizia que se, naquela determinada hora não saíssem, não iriam sossegar e comprometer o descanso dela também. E ela jamais se enganava. Se por algum motivo nossos “adotados” não saiam em determinado dia, eles “aprontavam”. Inconscientemente minha mãe era uma excelente líder de matilha e a primeira dog walker na minha vida. Afinal, ela constatou na prática as duas coisas mais importantes na vida dos cães: atividade física e definição de hierarquia.

#caoativoclub #fernandobaiardi

Compartilhe!